HOME

sábado, 29 de agosto de 2009

Regozijando-se no Senhor!

Em cada curva do caminho que percorremos, é natural nos defrontarmos com a felicidade ou a tristeza. Estamos naturalmente expostos às mais diversas situações nesta vida. Por isso , antes de começar suas atividades nesse dia, ore ao Senhor pedindo-lhe que dirija os seus passos e lhe conceda graça.
O regozijo dos servos do Senhor depende de nossa intimidade e comunhão com Ele. Regozijar-se no Senhor não é simplesmente esboçar um sorriso ou extravasar fisicamente a nossa alegria.É sermos capazes de glorificar a Deus em meio às adversidades.
Regozije-se no Senhor. Deixe que o rio de águas cristalinas procedentes do Espírito Santo flua em você e de dentro de você. Essas águas que alegram a cidade de Deus (Salmo 46.4), que gotejam como orvalho sobre a relva (Deuteronômio 32.2) e que regam diariamente as nossas vinhas (Isaías 27.3) é que produzem em nós regozijo e alegria.
Regozije-se no Senhor! Descanse nEle. Deixe-se embalar nos braços carinhosos do Pai celestial e aguarde confiantemente sua vitória, pois ela já foi conquistada por Jesus Cristo na cruz do Calvário.
Em cada curva do caminho que percorremos, é natural nos defrontarmos com a felicidade ou a tristeza. Estamos naturalmente expostos às mais diversas situações nesta vida. Por isso , antes de começar suas atividades nesse dia, ore ao Senhor pedindo-lhe que dirija os seus passos e lhe conceda graça.
O regozijo dos servos do Senhor depende de nossa intimidade e comunhão com Ele. Regozijar-se no Senhor não é simplesmente esboçar um sorriso ou extravasar fisicamente a nossa alegria.É sermos capazes de glorificar a Deus em meio às adversidades.
Regozije-se no Senhor. Deixe que o rio de águas cristalinas procedentes do Espírito Santo flua em você e de dentro de você. Essas águas que alegram a cidade de Deus (Salmo 46.4), que gotejam como orvalho sobre a relva (Deuteronômio 32.2) e que regam diariamente as nossas vinhas (Isaías 27.3) é que produzem em nós regozijo e alegria.
Regozije-se no Senhor! Descanse nEle. Deixe-se embalar nos braços carinhosos do Pai celestial e aguarde confiantemente sua vitória, pois ela já foi conquistada por Jesus Cristo na cruz do Calvário.


Photobucket

domingo, 23 de agosto de 2009

*****TOME POSSE!*****

MUITAS VEZES OS PROPÓSITOS DE DEUS
não são do jeito que esperamos.
NOS PERMITE CHORAR e até ter que enfrentar pelejas.
Precisamos entender que DEUS PROVA OS VASOS PRECIOSOS PARA VENCER.
Tu PENSAS QUE ELE NÃO TE AMA?
Que TE ABANDONOU?
Pois saiba que ELE TE AMA E TEM PROPÓSITOS GRANDES CONTIGO NA TERRA!
Deus PERMITE O CHORO, mas depois consola;
A DOR e depois cura;
AS PROVAS, mas a recompensa chega ao final;
A QUEDA, mas depois levanta;
A SECA e depois manda a chuva como bênçãos;
A LUTA e depois entrega as vitórias em nossas mãos.
A TUA VIDA, FAMÍLIA, FUTURO, FINANÇAS E HISTÓRIA,
TUDO ESTÁ NO CONTROLE DE DEUS e ELE JÁ DETERMINOU A TUA VITÓRIA!
ELE TE GUARDA NA PALMA DE SUAS MÃOS e cada promessa se CUMPRIRÁ!
ELE NÃO ESQUECEU DE VOCÊ!
QUANDO ELE OPERA NINGUÉM PODE IMPEDIR.
TOME POSSE!

Recebi essa mensagem, de um irmão em Cristo, e achei muiito interessantee... resolvi publica-la...

Photobucket

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Você é um projeto de Deus

Na caminhada da vida...
Sempre há muitos desafios...
surpresas, tristezas e alegrias
a vida e feita assim...(Romanos 12.12.)
As vezes nos deparamos com situações que
nos afligem , nos fazem sentir e até mesmo chorar...
mais saiba por certo que a cada momento da vida,
cada lágrima caída, cada sorriso dado, estar
tudo anotado no diário de Deus...(Salmos 56.8.)
E pode ter certeza que nem um segundo Ele esqueceu de anotar,
anotou suas lutas, seus choros,(Salmos 56.8.)
mais com um detalhe,
Ele não esqueceu de anotar o dia
de sua vitória!(Provérbios. 21.31.)
Então deixa te dizer:
não desista de teus projetos, e sonhos
porque mesmo antes de eles serem
projetados por você, já foi projetado e
anotado por DEUS!
Você é mais q vencedor em Cristo!


Photobucket

terça-feira, 18 de agosto de 2009

O SILÊNCIO DE CRISTO

Uma antiga lenda norueguesa narra este episódio sobre um homem chamado Haakon, que cuidava de uma ermida à qual muita gente vinha orar com devoção. Nesta ermida havia uma cruz muito antiga, e muitos vinham ali para pedir a Cristo que fizesse algum milagre. Certo dia, o eremita Haakon quis também pedir-lhe um favor. Impulsionava-o um sentimento generoso. Ajoelhou-se diante da cruz e disse:

- Senhor, quero padecer por vós. Deixai-me ocupar o teu lugar. Quero substituir-vos na Cruz.

E permaneceu com o olhar pendente da cruz, como quem espera uma resposta.O Senhor abriu os lábios e falou. As suas palavras caíam do alto, sussurrantes e admoestadoras:

- Meu servo, cedo ao teu desejo, mas com uma condição.
- Qual é, Senhor? - perguntou Haakon com acento suplicante. - É uma condição difícil? Estou disposto a cumpri-la com a tua ajuda!
- Escuta-me: Aconteça o que acontecer, e vejas tu o que vires, deves guardar sempre o silêncio. - Haakon respondeu:
- Prometo-o, Senhor!

E fizeram a troca sem que ninguém o percebesse.
Ninguém reconheceu o eremita pendente da cruz; quanto ao Senhor, ocupava o lugar de Haakon. Durante muito tempo, este conseguiu cumprir o seu compromisso e não disse nada a ninguém. Certo dia, porém, chegou um rico. Depois de orar, deixou ali esquecida a sua bolsa. Haakon viu-o e calou.
Também não disse nada quando um pobre, que veio duas horas mais tarde, se apropriou da bolsa do rico. E também não quando um rapaz se prostrou diante dele pouco depois para pedir-lhe a sua graça antes de empreender uma longa viagem.

Nesse momento, porém, o rico tornou a entrar em busca da bolsa. Como não encontrasse, pensou que o rapaz que estava orando teria se apropriado dela; Voltou-se para ele e interpelou com raiva:

- Dá-me a bolsa que me roubaste! - O jovem, surpreso, replicou-lhe:
- Não roubei nenhuma bolsa!
- Não mintas; devolve-me já!
- Repito que não apanhei nenhuma bolsa! - O rico arremeteu furioso contra ele. Soou então uma voz forte:

- Para!
O rico olhou para cima e viu que a imagem lhe falava. Haakon, que não conseguiu permanecer em silêncio diante daquela injustiça, gritou-lhe, defendeu o jovem e censurou o rico pela falsa acusação. Este ficou aniquilado e saiu da ermida. E o jovem saiu também porque tinha pressa para empreender a sua viagem. Quando a ermida ficou vazia, Cristo dirigiu-se ao seu servo e disse-lhe:

- Desce da Cruz. Não serves para ocupar o meu lugar. Não soubeste guardar silêncio.
- Mas, Senhor, como podia eu permitir essa injustiça? - O Senhor continuou a falar-lhe:
- Tu não sabias que era conveniente para o rico perder a bolsa, pois trazia nela o preço da virgindade de uma jovem. O pobre, pelo contrário, tinha necessidade desse dinheiro; quanto ao rapaz que ia receber os golpes, a suas feridas o teriam impedido de fazer a viagem que, para ele, foi fatal: faz uns minutos que o seu barco acaba de soçobrar e que ele se afogou... Tu também não sabias isto; mas Eu sim. E por isso me calo.- E o Senhor tornou a guardar silêncio.

Muitas vezes nos perguntamos por que Deus não nos responde. Por que Deus se cala? Muitos de nós gostaríamos que nos respondesse o que desejamos ouvir, mas Ele não o faz: responde-nos com o silêncio. Deveríamos aprender a escutar esse silêncio. O Divino Silêncio é uma palavra destinada a convencer-nos de que Ele, sim, sabe o que faz. Com o seu silêncio, diz-nos carinhosamente:

"Confia em mim, sei o que é preciso fazer!"


Daniel Ferreira

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

A FÁBULA DA ÁGUIA E DA GALINHA

Esta é uma história que vem de um pequeno país da África Ocidental, Gana, narrada por um educador popular, James Aggrey, nos inícios deste século, quando se davam os embates pela descolonização. Oxalá nos faça pensar sempre a respeito.

"Era uma vez um camponês que foi à floresta vizinha apanhar um pássaro, a fim de mantê-lo cativo em casa. Conseguiu pegar um filhote de águia.
Colocou-o no galinheiro junto às galinhas. Cresceu como uma galinha.
Depois de cinco anos, esse homem recebeu em sua casa a visita de um naturalista.
Enquanto passeavam pelo jardim, disse o naturalista:
- Esse pássaro aí não é uma galinha. É uma águia.
- De fato, disse o homem.- É uma águia. Mas eu a criei como galinha. Ela não é mais águia. É uma galinha como as outras.
- Não, retrucou o naturalista.- Ela é e será sempre uma águia. Este coração a fará um dia voar às alturas.
- Não, insistiu o camponês. Ela virou galinha e jamais voará como águia.
Então decidiram fazer uma prova. O naturalista tomou a águia, ergueu-a bem alto e, desafiando-a, disse:
- Já que você de fato é uma águia, já que você pertence ao céu e não à terra, então abra suas asas e voe!
A águia ficou sentada sobre o braço estendido do naturalista. Olhava distraidamente ao redor. Viu as galinhas lá embaixo, ciscando grãos. E pulou para junto delas.
O camponês comentou:
- Eu lhe disse, ela virou uma simples galinha!
- Não, tornou a insistir o naturalista. - Ela é uma águia. E uma águia sempre será uma águia. Vamos experimentar novamente amanhã.
No dia seguinte, o naturalista subiu com a águia no teto da casa.
Sussurrou-lhe:
- Águia, já que você é uma águia, abra suas asas e voe!
Mas, quando a águia viu lá embaixo as galinhas ciscando o chão, pulou e foi parar junto delas.
O camponês sorriu e voltou a carga:
- Eu havia lhe dito, ela virou galinha!
- Não, respondeu firmemente o naturalista. - Ela é águia e possui sempre um coração de águia. Vamos experimentar ainda uma última vez. Amanhã a farei voar.
No dia seguinte, o naturalista e o camponês levantaram bem cedo. Pegaram a águia, levaram-na para o alto de uma montanha. O sol estava nascendo e
dourava os picos das montanhas.
O naturalista ergueu a águia para o alto e ordenou-lhe:
- Águia, já que você é uma águia, já que você pertence ao céu e não à terra, abra suas asas e voe!
A águia olhou ao redor. Tremia, como se experimentasse nova vida. Mas não voou. Então, o naturalista segurou-a firmemente, bem na direção do sol, de sorte que seus olhos pudessem se encher de claridade e ganhar as dimensões do vasto horizonte.
Foi quando ela abriu suas potentes asas.
Ergueu-se, soberana, sobre si mesma. E começou a voar, a voar para o alto e voar cada vez mais para o alto.
Voou. “E nunca mais retornou.”

Existem pessoas que nos fazem pensar como galinhas. E ainda até pensamos
que somos efetivamente galinhas. Porém é preciso ser águia. Abrir as asas e voar. Voar como as águias. E jamais se contentar com os grãos que jogam aos pés para ciscar.”


Extraído de artigo publicado pela Folha de São Paulo, por Leonardo Boff, teólogo, escritor e professor de ética da UERJ.



Photobucket

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Vencer na Vida

Um vencedor é sempre parte da resposta
Um perdedor é sempre parte do problema
Um vencedor possui sempre um programa
Um perdedor possui sempre uma desculpa

Um vencedor diz "Deixe-me ajudá-lo"
Um perdedor diz "Não é minha Obrigação"

Um vencedor vislumbra uma resposta para cada problema
Um perdedor vê todos os problemas, sem Resposta
Um vencedor diz "Pode ser difícil, mas não impossível"
Um perdedor diz "pode ser possível, mas é difícil"

Um vencedor entende que sem Deus não poderá encontrar-se com o melhor, para a sua Vida.
Um perdedor crê que pode viver sempre baseado em seus Recursos próprios e seu orgulho pessoal.
SENHOR! Quando eu errar, a culpa será sempre minha. Quando eu acertar a glória será sempre TUA.
Na estrada da vida, há uma curva chamada fracasso, mas se você tiver um motorista chamado JESUS, você chegará a um lugar chamado sucesso!!!
"Você vê coisas e diz: Por que?; mas eu sonho coisas que nunca existiram e digo: Por que não?"
( George Bernard Shaw )
"Eu segurei muitas coisas em minhas mãos, e eu perdi tudo; mas tudo que que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo."
( Martin Luther King )
"Muitos dos fracassos da vida ocorrem com as pessoas que não reconheceram o quão próximas elas estavam do sucesso quando desistiram." [Thomas A. Edison]
"Nossa maior fraqueza é a desistência. O caminho mais certeiro para o sucesso é sempre tentar apenas uma vez mais." [Thomas A. Edison]

quarta-feira, 12 de agosto de 2009


NADA COMO O TEMPO

C
om o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

As Vezes construímos sonhos em cima de grandes pessoas... O tempo passa... e descobrimos que grandes mesmo eram os sonhos e as pessoas pequenas demais para torná-los reais!

Bob Marley