HOME

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Nabote recusa vender a sua vinha a Acabe.


I Reis 21:1-7

 Nabote recusa vender a sua vinha a Acabe.

Vemos nesse texto da Bíblia Sagrada o interesse do rei acabe em uma vinha que havia próximo  ao seu palácio em Jezreel de propriedade de Nabote. Mas o mais interessante nessa passagem é que Nabote não vende a sua vinha por ser herança de seus pais: “Guarde-me o SENHOR de que eu te dê a herança de meus pais.” Deixando desgostoso e indignado Acabe a ponto de que chegando a sua casa nem come.  Sua esposa Jezabel , vendo isso se preocupa em saber o q acontece e tendo ciência do acontecido  promete a seu esposo que ele terá a vinha .”... Jezabel planejou matar Nabote, acusando-o com falsas testemunhas, que ela subornou. E escreveu cartas em nome de Acabe e carimbou-as com o anel real e as mandou para as autoridades de Jezreel. As cartas diziam o seguinte: “digam ao povo de Jezreel que haverá um dia nacional de jejum, todos devem estar reunidos e Nabote deve estar na frente do povo, coloquem também dois homens malignos para acusarem Nabote de ter amaldiçoado a Deus e ao rei; depois dessas acusações levem-no para fora da cidade e o apedrejem com pedras até que morra. E assim foi Nabote pagou com sua própria vida por ter sido fiel a seus princípios de preserva a vinha, sua herança.

 Notamos que Nabote foi fiel a seus princípios e preservou a sua herança, não se deixando corromper por valor algum , pelo contrário defendeu o que era seu, mesmo que isso lhe custasse a vida. E nós? Será q estamos preservando aquilo que Deus nos deixou como herança? Será que defendemos o que é nosso assim como fez Nabote?
Muitas vezes deixamos que o inimigo leve aquilo q nos foi dado por herança e nem reclamamos. E lá se vai a vontade de orar, o período de leitura da Palavra, os evangelismos, os trabalhos que desenvolvemos em prol a obra e assim por diante. Não defendemos, não zelamos o que nos foi dado por herança.

E quantas vezes fazemos isso e nem notamos que aos pouco vamos entregando de “mão beijada” ou até mesmo por um preço que julgamos alto, tudo que possuímos de mais valoroso?
 É momento de despertarmos e observarmos que não podemos simplesmente “vender” por preço algum aquilo que Deus nos deu por herança, devemos, assim como Nabote, preservá-la por mais dura q seja as investidas do adversário. Não podemos abrir mão daquilo que Deus nos concede por preço algum, por mais vantajosa q possa parecer à oferta ela sempre nos levará a ruína.

Sejamos firmes e perseverantes em preservar a herança que o Senhor nos concedeu, mesmo que isso muitas vezes venha nos custar um preço alto , mas lembre-se que Deus fiel para com os seus nos concederá a vitória.  

Sejamos fiéis ao nosso principio de servir a Deus em Espírito e Verdade, preservando, sempre, o q Ele nos concede por herança.



Ministrada pela líder da UMADECAD Valéria em 24/07/2011


Fique na paz!  
Bjus

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Quão grande é o amor de Deus por nós...


Bom dia !!

Quanto tempo  não posto por aqui, mas como sempre digo o bom filho a casa torna.

 Hoje meu post é para contar quão bom e quão grande é o amor de Deus por nós, pois mesmo não sendo tão perfeitos Ele ainda assim vela pelos seus.

No inicio do ano descobri  que minha saúde estava precisando de cuidados muitos especiais e com o passar do tempo essa atenção teve que ser redobrada, chegando ao ponto de especialistas me desanimarem, de uma possível  melhora,  por conta da gravidade da situação. Mas nunca deixei de crer que o Deus a quem sirvo é o Deus do Impossível e que poderia mudar o rumo dessa situação. 
Hoje seis meses depois da descoberta, de muita dor e sofrimento venho lhes contar que houve melhoras significativas em minha saúde e creio que isso é só o começo de uma recuperação total... O que outrora eram lágrimas de tristeza de súplicas hoje são lágrimas de agradecimento e alegria, agradecimento a Deus que nunca me desamparou mesmo não sendo a sua filha mais perfeita.  

Sempre digo que temos milhões de motivos para adorar e é verdade pena que muitas vezes é preciso que Ele nos desperte para que observemos tal... Ao longo desse período pude observar quão negligentes somos em não observarmos as maravilhas que tem feito por nós filhos seus. E aprendi, mais uma vez, a dar graças mesmo a situação não sendo tão favorável ao que desejamos, a confiar na providência divina, mesmo quando tudo a sua volta te incentiva ao contrário e por final a não “fugir” dos desígnios de Deus para minha vida, mas assumi-los sem medo porque é Ele quem capacita os seus...

Fique na paz!!