HOME

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Novo dia.


Jeremias 7.23-26


Assim diz o Senhor, o seu redentor, o Santo de Israel: “Eu sou o Senhor, o seu Deus, que lhe ensina o que é melhor para você, que o dirige no caminho em que você deve ir (Is 48.17).

Ter lembrança do que já passou é muito importante. Imagine não lembrar o nome das pessoas que conhecemos. Já pensou se nunca aprendêssemos os lugares aonde sempre vamos ou se esquecêssemos das coisas que falamos.

Mas as lembranças do passado também podem ser uma influência ruim quando vivemos no presente pensando nas coisas negativas do passado, quando pensamos no que já passou, criando um depósito de amarguras, quando ficamos presos aos erros do passado repetindo-os sempre no presente.

É preciso lembrar que em Deus temos uma nova vida, e a cada dia que nasce, podemos ter a esperança de que uma nova história pode ser escrita. Uma história diferente da que já passou, muito melhor do que já foi.

Esqueça o que já passou, faça uma faxina nas amarguras, ressentimentos, decepções, pecados e dores do passado. É preciso andar para frente, continuar a caminhada. Para isso, lembranças boas vão ajudar. Se olharmos para trás, que seja para o que fizemos de certo, para as vitórias e não para as fraquezas e derrotas.

Mas é preciso sempre lembrar que muito mais importante do que qualquer motivação do passado é olhar para a orientação de Deus no presente. Hoje é o tempo que temos para que, com a ajuda de Deus, façamos o melhor de nossas vidas. Deus falou ao seu povo através de Jeremias dizendo que tudo iria bem em suas vidas se eles andassem no caminho que Ele havia ordenado. O texto diz que eles preferiram andar para trás seguindo o raciocínio rebelde dos seus corações maus. É o que acontece quando deixamos nos levar pelas derrotas e fraquezas do passado repetindo pecados antigos no lugar de olhar para Deus e andar em seus caminhos.

Para ter uma vida boa é preciso seguir em frente confiando em Deus, obedecendo a seu chamado.

Olhe para Deus e ande para frente.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Orar com Deus.




1 Samuel 28.3-6

Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido (Jo 15.7).

Em nosso tempo somos atraídos pelas imagens e sons. A leitura é desprezada e a oração quase não existe. Na história da igreja antiga as pessoas gastavam horas em oração, enquanto que a geração atual ora pouco, e quando ora, na maioria das vezes, é porque está diante de uma grande adversidade. Faz uma oração motivada pela ansiedade e necessidade, e não pela piedade.

Foi o que aconteceu com Saul. Quando consultou ao Senhor, Deus não lhe respondeu. Saul não foi um bom rei. Foi desobediente a Deus e perseguidor de Davi. Sua oração não foi respondida, porque seu coração não estava submisso ao Senhor. Ele não demonstrou arrependimento, tanto que depois de consultar a Deus foi consultar uma médium.

Oração é mais do que pedir pelas nossas necessidades sem nenhum compromisso com Deus. Deve fazer parte de nosso viver diário. Quando temos comunhão com Deus, obtemos resposta para as nossas orações. Lutero disse uma vez: "Senhor, terei aquilo que quero de Ti. Terei o que desejo, pois sei que a minha vontade é a Tua vontade". O texto de João 15.7 fala que aquele de permanece em Deus pode pedir o que quiser, e lhe será concedido. Quem está vivendo de acordo com a palavra de Deus, quem está unido a Deus, vai sempre fazer pedidos conforme a sua vontade.

Estamos certos de que aquilo que pedimos é para a glória de Deus. Falando sobre isso, Tiago 4.3 diz: “Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres”.

Vamos nos despertar para a urgente necessidade de oração. A melhor maneira de se fazer isso é começando a orar. Jesus nos ensina a orar na oração dominical (Pai nosso). Nós também podemos aprender a orar, lendo as várias orações que estão registradas na Bíblia. Orações de Moisés, Abraão, Jó, Davi, Ana, Paulo e tantos outros que colocaram a sua causa diante de Deus e foram respondidos.

Quando caminhamos com Deus sabemos o que é apropriado pedir.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Um Tempo pra Deus.



Nesse mundo, estamos cada vez mais ocupados. Já virou um clichê. Quase sempre escutamos de alguém que está sem tempo pra tudo. Inclusive, até nós mesmos nos incluímos nessa categoria. A dos Sem-Tempo. Sem tempo pra casa, pros filhos, pros amigos. Sem tempo pra Deus.

A palavra do Senhor diz “E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?” (Mateus 6;27). É frustrante viver competindo contra o relógio. Impossível dominar o tempo. Pois o tempo pertence a Deus. Um dos segredos de viver com serenidade consiste em saber dar tempo a ele mesmo. Tempo ao tempo. Reconhecer que há tempo para tudo. E não fazer tudo ao mesmo tempo. Mas na hora em que for apropriado. “Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar” (Eclesiastes 3;2-4)

Quem vive sem tempo até para Deus vira um escravo dos segundos, dos minutos e de suas horas. Perde o discernimento de que, nessa vida, qualquer coisa é passageira. Assim como, nós mesmos.Todos os nossos compromissos vão passar. E suas preocupações também. Infelizmente o que fica, ou melhor, o que se perdeu foi a oportunidade de tocar a vida sem tantas angústias.

Tendo uma vida digna de ser vivida. Depositando em Deus a confiança diante de nossos problemas. Esperando nEle a nossa vitória diante da morte. “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal” (Mateus 6;33-34).

Enfim, colocando o Senhor acima de todas as coisas, vislumbramos de forma nítida a importância secundária do restante. A falta de tempo não se torna nosso carrasco. Reconhecemos, finalmente, que há um tempo pra tudo. Até para, ao estar navegando pela internet, encontrar esse texto aqui. E pensar se não foi Deus que o colocou em teu caminho.

Rutinaldo Miranda B. Júnior

(www.chamacrista.blogspot.com)