HOME

quarta-feira, 21 de julho de 2010

O grande amanhã


 Quais acordes de uma suave melodia soam aos ouvidos as palavras de Jesus: "Vou prepara-vos lugar... e vos receberei para Mim mesmo, para que onde Eu estou estejais vós também". João 14:2 e 3.
Em meio às densas trevas e confusões do mundo atual, elas trazem nova esperança e grande conforto. Elas nos dizem que dias melhores certamente virão, pois assim Deus o prometeu.
No princípio Deus designou a Terra para ser a venturosa morada de uma raça perfeita. A entrada do pecado frustrou temporariamente esse plano. Mas no devido tempo o Senhor exercerá Seu plano, estabelecendo aqui o reino celestial. Falando da terra, a Escritura diz que Deus "não a fez para ser um caos, mas para ser habitada". Isaías 45.18

Quando isto acontecer, o pecado já terá sido completamente banido pra nunca mais existir. Deus promete que a angústia do pecado nunca mais retornará.
"Não se levantará por duas vezes a angústia!". Naum 1.9
"E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor porque as primeiras cousas passaram." Apocalipse 21.4
Este é o grande amanhã dos salvos. Algumas pessoas, porém, consideram o Céu como uma fantasia infantil, não sabendo o que é e onde está, apenas fazem idéia que deve ser algo de bom, de fabuloso, para compensá-los dos desapontamentos e tristezas da vida. Outros pensam nele como algo místico, irreal, onde os "santos", sentados sobre nuvens ao arco-íris, estão a tocar suas harpas sem cessar.
Vejamos o que a Bíblia diz: Depois da ressurreição de Jesus, Ele apareceu aos Seus discípulos reunidos no cenáculo e lhes disse: "Vede as minhas mãos e os meus pés. Sou eu mesmo! Apalpai-me e vede; um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho. Dizendo isto, mostrou-lhes as mãos e os pés. E, por não acreditarem eles ainda, por causa da alegria, e estando admirados, Jesus lhes disse: Tendes aqui alguma cousa que comer? Então lhe apresentaram um pedaço de peixe e um favo de mel. E Ele comeu na presença deles." Lucas 24.39-43. E logo disse a Tomé "Põe aqui o teu dedo e vê as Minhas mãos; chega também a tua mão e põe-na no mEu lado; não sejas incrédulo, mas crente".  João 20.27.
Os discípulos de Cristo viram uma pessoa fisicamente real no Salvador ressurreto. Eles O apalparam. Seu corpo era real. Ele comeu com Eles. Porque Cristo foi vitorioso sobre a morte, ressuscitando, Ele ressuscitará os justos mortos por ocasião da Sua segunda vinda. Diz o profeta Isaías: "Os vossos mortos e também o meu cadáver viverão e ressuscitarão". Isaías 26.19.
Quando Jesus vier, nossos corpos serão transformados e restaurados à Sua semelhança, como no princípio (I Coríntios 15.51 e 52).
Serão como o corpo do ressurreto Salvador "Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser. Sabemos que, quando Ele Se manifestar, seremos semelhantes a Ele, porque havemos de vê-Lo como Ele é". I João 3:2
Nossos corpos serão reais como são agora, mas transformados "incorruptíveis", "imortais", eternamente livres de pecado, doença, sofrimento, deformidades e morte. (I Corintios 15.23 e 54)
Pode você imaginar um quadro como esse, despertar e sentir que todo mal desapareceu, não havendo mais dor doença, deformação, fome ou morte? Pois isto é exatamente o que Cristo irá fazer a todos que estiverem preparados para ir com Ele ao Céu.
(Extraído de texto do curso "Encontro com a Vida"-
http://www.bibliaonline.net)

terça-feira, 13 de julho de 2010

Estenda a mão para a vida

"Um pequenino menino coreano estava sendo empurrado através de uma estrada repleta de bicicletas, carros de bois, pessoas a pé, todos querendo escapar das tropas invasoras. De repente, ele olhou para os que estavam ao seu redor. Seu pai e sua mãe não estavam lá! Ele estava perdido.

Encontrando-se sozinho num apavorante mundo, o menino encheu-se de pânico. Por vários dias andou errante, dormindo em buracos, no chão, comendo restos de comida, sempre chorando e chamando por seus pais.

Então um dia, o pequenino sentiu a grande e afável mão do seu pai pegar a sua, magra e fria. E neste pegar, ele sentiu toda proteção e amor que precisava para enfrentar a vida sem temor".

Num mundo cheio de ódio, suspeitas, guerras e temor, nós todos, às vezes, temos a terrível sensação de medo e solidão. A destruição está acima de nós, e não encontramos lugar para um esconderijo. Parece que estamos sozinhos... Sentimo-nos sós na luta pela sobrevivência.

Sentimo-nos sós quando os laços matrimoniais se rompem e o amor se esfria.

Sentimo-nos sós quando uma terrível doença nos circunda para a qual não há mais cura.

Sentimo-nos sós quando chegamos face a face com a morte. Não há alguém que nos tome pela mão e ande conosco através da vida? Não há alguém maior, mais forte e mais sábio que nós, em que podemos confiar sob qualquer circunstância? A quem podemos recorrer para suster-nos? Você não precisa andar só. Há uma forte mão estendendo-se para pegar a sua - a mão de Deus.

Deus estará ao seu lado através da pobreza e riqueza, doença e saúde, tristeza e alegria, vida e morte. É este Deus que lhe desejamos apresentar. Ele é o Deus que tem a solução para os maiores problemas da vida, a resposta para todas as perguntas. Estas soluções, estas respostas, podem ser encontradas nas Escrituras Sagradas - a Palavra de Deus - e espero (sic) que você estenda a mão para a vida.

(Extraído de texto do curso "Encontro com a Vida"-
http://www.bibliaonline.net)



Photobucket

domingo, 11 de julho de 2010

O PERIGO DA INGRATIDÃO.

"E veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Vai, e clama aos ouvidos de Jerusalém, dizendo: Assim diz o Senhor: Lembro-me de ti, da piedade da tua mocidade, e do amor do teu noivado, quando me seguias no deserto, numa terra que não se semeava. Então Israel era santidade para o Senhor, e as primícias da sua novidade; todos os que o devoravam eram tidos por culpados; o mal vinha sobre eles, diz o Senhor. Ouvi a palavra do Senhor, ó casa de Jacó, e todas as famílias da casa de Israel;" Jeremias 2.1-4

Todos nós sabemos que a ingratidão é muito ruim, é capaz de destruir laços, deixar marcas, ferir, podendo até causar males a saúde. Já a gratidão é o melhor perfume da humanidade, é muito bom sermos gratos a alguém que outrora nos fez um bem.

Vemos em Jeremias 2.1-4 um exemplo de ingratidão, apesar de já terem alcançado muitas bênçãos do Senhor notamos, porém, o esquecimento destes feitos por parte do povo , o que é muito próprio do ser humano, esquecer . Se buscarmos em nossa própria memória veremos que nos esquecemos muitas coisas; mas o salmista nos diz "Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios." (Salmo 103.1-2), ou seja , podemos nos esquecer de muitas coisas mas o Senhor não, Ele jamais esquece de nós.

Quantas vezes esquecemos o que Deus nos faz, e como somos ingratos ao que nos faz, apesar de nos guardar em todo o momento. Hoje devemos parar e observar o quanto tem feito por nós e o que temos feito para Ele; será que ao menos O agradecemos pelo fôlego de vida ou estamos sendo ingratos como Israel ?

É momento de pararmos e agradecermos por tudo que Ele nos tem feito. De observarmos a nossa volta que muitos por aí em meio a catástrofes visíveis em sua vida ainda encontram forças para louvar a Deus. E nós, temos tudo o que pedimos, mas será que estamos sendo gratos? Será q estamos agradecendo?

É momento de sermos mais gratos e bendizermos ao nosso Deus, sem esquecermo-nos de louvá-lo por tudo que acontece em nossa vida.

Oláa!!

Embora tenha me comprometido outras vezes essa não farei da mesma forma, não "prometerei" nada. Mas, vamos as novas , já estou no segundo semestre do meu curso, ufaaa... parece um sonho estou rumo a formatura, conquista dura essa viuu... Mas com Deus tuudo fica mais suave né...

Bem, sem mais delongas quero aproveitar pra desejar a todos uma abençoadissíma semana .

Bjo gde